tratamentos de beleza masculino

Nos tempos atuais, apesar do “pré” conceito com tratamentos de beleza para homens, vemos um aumento nesse setor, tanto no consumo quanto na divulgação de serviços especializados. No mês passado o Profissão Repórter  fez até uma matéria sobre o tema, lembra?

O fator “se cuidar” é uma das grandes evoluções nesse sentido, seja para se manter saudável (em caso de tratamentos menos agressivos como peeling leve, limpeza de pele e depilação), pra ficar bonito (com tratamentos estéticos e de beleza) e para rejuvenescer (com cirurgias e procedimentos mais agressivos).Ewan-McGregor1

As mulheres abriram essa jornada estética muito antes dos homens, mas há uma maior conscientização do sexo masculino em relação aos problemas de pele e o número da procura por tratamentos estéticos tem aumentado muito nos últimos anos, segundo a dermatologista Renata Roxo, diretora médica da Clínica Dermagrupo.

Em uma pesquisa recente da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal,Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC), mais de 2 bilhões por ano são gastos no Brasil com produtos de beleza masculinos.

  • A estimativa, do estudo, é de que a vaidade masculina movimente cerca de U$ 12 bilhões por ano no mundo.
  • O Brasil é o segundo maios mercado do mundo em vendas de produtos masculinos.

A Dra. Renata também afirma que os HOMENS vem se questionando mais quanto a diversos tipos de tratamentos e são muito mais curiosos que as mulheres querendo saber cada detalhe dos procedimentos. Há ainda aqueles que procuram a clínica por pedido e indicação das esposas.

E dentre as queixas mais comuns no consultório, confira as principais queixas e as soluções:

Calvície

Tom-Ford-1024x681

A alopécia androgenética masculina, mais conhecida como calvície atinge principalmente homens a partir dos 40 anos de idade, mas o início do problema pode ser por volta dos 15 anos. calvice-1024x697

A queda pode ser acompanhada de caspa e seborreia, que também precisam ser tratadas para um melhor resultado. A calvície masculina está relacionada a uma maior sensibilidade dos receptores do hormônio testosterona presentes no couro cabeludo, principalmente na parte anterior e no vértice da cabeça, provocando uma miniaturização do pelo, ou seja, fica mais fino e fraco.

O principal tratamento é o uso da finasterida oral, que pode ser combinado com medicamentos de uso local, como o minoxidil.

No consultório, injeções no couro cabeludo seriadas e o uso de laser de baixa energia podem acelerar a melhora.

Pele oleosa

A pele oleosa e aparecimento de espinhas também levam os homens ao dermatologista com bastante frequência e o tratamento depende de cada caso, incluindo desde sabonetes e ácidos, como o uso da isotretinoína oral e a médica explica que a disciplina no tratamento é muito importante.barbas

É grande a procura por limpeza de pele, peelings químicos e tratamento da cicatriz de acne com laser de co2 fracionado.

Pele-Oleosa2-1024x747

Os homens costumam seguir direitinho as recomendações médicas, segundo a Dra. Renata Roxo.

Irritação na barba

irritação barba

Outra queixa muito frequente é a irritação na área da barba, sendo muitas vezes, necessária a depilação a laser na região do pescoço para reduzir o problema. ( Leia também o post que explicamos tudo sobre Irritação pós barba clicando aqui)

A Dra. Renata explica que não indica a depilação no rosto todo, pois é muito dolorosa e definitiva.

Uma dica muito útil é fazer a barba usando a lâmina ou o aparelho de barbear no sentido do crescimento do pelo e usar as medicações indicadas por um dermatologista.

[box_dark]LEIA TAMBÉM:

24 barbas para se inspirar

Irritação pós barba

Depilação por luz pulsada, você conhece?[/box_dark]

Fonte: MPH

DEIXE UMA RESPOSTA